Gostou? Então espalha pra galera!

31 dezembro 2009

31 de Dezembro de 2009

"PARA FAZER NO ANO NOVO" --- QUE VENHA 2010
!!!

1. Afirme somente se tiver certeza; acredite somente se lhe derem fatos; gaste somente se souber de onde tirar os fundos; coma somente se tiver fome; durma somente se tiver sono.
2. Abrace muito,
beije mais ainda e ria , já que a vida é de graça.
3. Peça ... sempre haverá alguém que lhe dará o que você está precisando.

4. Despeça-se do que já passou.

5. Pare de se preocupar. Suas desgraças nunca serão do tamanho que você pensa. Nem seus êxitos.

6. Perdoe-se por suas burrices e fracassos. Se você não se perdoar, vai ser inútil pedir desculpas ou dizer "sinto muito" a quem quer que seja.

7. Agradeça a si mesmo pelas suas conquistas.

8. Não perca tempo em discussões inúteis. Ao invés de brigar, cante uma canção, tome um banho frio ou vá dar uma volta na praça.


9. Desista de fazer a cabeça dos outros - o que eles pensam de você não importa. Importa o que você é.

10. Cuide de si mesmo como se estivesse cuidando do seu melhor amigo.

11. Expresse a sua individualidade. Apoie-se em seus talentos e virtudes. Concentre-se em seus objetivos. Faça ginástica 3 vezes por semana, no mínimo.

12. Mude algo em si mesmo todos os dias. Abra-se com alguém. Faça alguma coisa que sempre desejou fazer, que pode fazer, mas que tinha vergonha.

13. Cometa erros novos.

14. Simplifique sua vida.

15. Deixe bagunçado.

16. Pare de frescura.

17. Acredite no amor; nada no mundo é mais digno de crédito. AME - não é vexame nenhum.
18. Nunca pense que o amor é uma "água morna" - onde há amor, há respeito pelas diferenças; onde as diferenças não são aceitas, existem pontos de vista contrários; e onde existem pontos de vista contrários, há conflitos e desentendimentos.

19. Não se intrometa na vida dos outros, nem julgue as pessoas de jeito nenhum. Deixe-as ser como são e curta o melhor de cada uma.

20. Grandes amizades não se perdem em pequenas disputas. Se se perderem, é porque não eram nem amizades, muito menos grandes.

21. Leia o que está escrito, ouça o que é dito e, se não compreender, pergunte. Não tenha vergonha de perguntar o que não sabe. É assim que se aprende.

22. E o mais importante...

"SEJA MUITO FELIZ !"

FELIZ ANO NOVO!

Fonte: http://pensamentostextospoesias.blogspot.com/2009/12/bom-dia3112.html

Beth Amorim


28 dezembro 2009

Feliiiiiiiiiz Demais !


Hoje é um dia muito especial para mim e tenho que deixar registrado aqui. Tô muito feliz! Recebi uma ótima notícia relacionada à minha carreira profissional! Finalmente, após 4 anos de espera posso dizer que vou dar o pontapé inicial nos meus objetivos profissionais. Isso é uma grande conquista para mim, que nunca tive nada de "mão-beijada" nessa minha vida.
Tudo o que tenho foi à custa de muito suor meu, e mais ainda de minha mãe, a quem devo tudo o que tenho. Minha dívida com ela é eterna e agradeço todos os dias por ter esse "ser protetor" perto de mim diariamente.
Recebi um belo presente de Final de Ano!!! A única queixa que posso fazer desse ano de 2009 foi a morte de minha avó. Algo que até agora não consegui aborver bem. Tirando esse fato triste e doloroso, posso dizer que no AMOR e no TRABALHO tive o melhor ano de minha vida!

Tô sonhando mas eu sou feliz
Só assim eu sou feliz

Andam fazendo de tudo
Querendo meu pranto rolar
Chega de dor, chega de dar
Se andam cobrando na dura
Um bom malandro pendura
Jura que não paga
Juros e salva o país

Tô sonhando mas eu sou feliz
Só assim eu sou feliz
Andam fazendo de tudo
Querendo que eu fique pinel
Gente sem sal e a gente sem mel
Se andam plantando derrota
Um bom malandro que vota
Faz uma reviravolta e elege o país

(Sonhando Eu Sou Feliz - Arlindo Cruz)

Beth Amorim... Com um riso de Felicidade no Rosto!

Amor Sublime

Amor Sublime

Lembro de você amor
Toda a vez que eu passo aqui
Noites de luar,manhãs de sol
A iluminar os nossos destinos

Sei que não há mais ninguém
Que possa me preencher
O amor com você, é mais bonito, é todo azul mar

Vem me fazer feliz oh meu bem...

Com você tudo é diferente
Eu ti quero pra sempre
oh meu bem
Nosso amor é sublime, é nascente

Eu ti quero pra sempre oh meu bem...

O teu nome eu gravei
Dentro do meu coração
Tem uma canção,com o vento
Ter o teu olhar, vejo tudo
Que um dia eu quis ver
Nada é igual à você
Com o seu amor
Tudo é mais simples, é todo azul do mar,

Vem me fazer feliz meu bem...

Com você tudo é diferente
Eu ti quero pra sempre oh meu bem
Nosso amor é sublime,é nascente

Eu ti quero pra sempre oh meu bem...

Composição: Renato Russo

26 dezembro 2009

uM nOVo JaRdiM

Naquela casa havia um jardim... Um belo Jardim. No entanto, devido às intempéries climáticas, houve uma época em que ele não floriu. Todas as roseiras murcharam. O jardim ficou feio e sem vida. O jardineiro preocupou-se, pois nunca tinha visto seu jardim daquele jeito... Entristeceu-se. Porém, com o passar dos dias, o clima foi voltando ao normal. O sol reapareceu na medida certa, e as chuvas cessaram mais. O jardineiro alegrou-se pois poderia retomar suas atividades com sossego! E a partir daí, ele foi aos poucos plantando novas roseiras e flores de diversos tipos também. O jardim estava ficando belo novamente.


Um dia, sem que ele esperasse, surgiu uma linda roseira num determinado lugar do jardim. Aquele era um lugar especial. Nele já havia nascido roseiras muito belas outras vezes. Porém, nenhuma era igual aquela que havia nascido tão recentemente. Ele encantou-se com a beleza e a simplicidade da planta... Passou a cuidar dela com um carinho mais que especial. Entretanto, a natureza tem suas surpresas... E inimigos naturais passaram a perseguir aquelas lindas rosas. Para combatê-los, o jovem jardineiro consultou seu livrinho de jardinagem e lá estava escrito:

A beleza das rosas tem pelo menos dois inimigos certos: insetos e fungos. Para enfrentá-los, é preciso observar certos detalhes:
* Observe sempre as roseiras:
Fazendo inspeções periódicas, é possível identificar qualquer problema ainda no início e tratar logo de combatê-lo;
* Previna-se: Remediar é bem mais difícil. Fazendo aplicações periódicas de produtos preventivos (contra fungos, principalmente), os riscos dos ataques serem mais severos ficam reduzidos;
* Garanta sempre uma boa alimentação:
A nutrição é fator fundamental para o bom desenvolvimento das roseiras e sua saúde. Uma fertilização orgânica, feita periodicamente, fornece à planta boas quantidade de macro e micronutrientes, tornando-as mais resistentes aos ataques de insetos e doenças.

* Mantenha o "exército natural" de defesa:
A natureza é sábia e, juntamente com as pragas, criou também seus inimigos. As joaninhas são excelentes predadoras dos pulgões, os pássaros combatem as lagartas, hortelã plantada nos canteiros espanta as formigas...

E o jardineiro fez tudo como mandava o livro. Começou a combater as pragas. E uma após a outra ele conseguiu acabar com elas. A roseira continuou com seu esplendor e beleza.
E foi assim que alguns dias depois, surgiu uma borboleta que teimava em pousar naquelas rosas. O jardineiro, no início espantava, porém, ele reparou que essa borboleta também tinha uma rara beleza. E ficou observando-a todos os dias... Ela chegava como num passe de mágica, pousava sobre as rosas, permanecia um certo tempo e depois seguia seu caminho... Ele gostava de sua presença... No entanto, ele percebeu que a linda borboleta estava deixando sua roseira feia... Porque no momento que ela chegava, ofuscava a beleza das rosas.
Um dia, ele esperou a borboleta vir visitar sua roseira predileta, e quando ela chegou, ele começou a conversar com ela, como se a mesma fosse entender o que ele estava querendo falar-lhe.... Disse que ficava muito feliz com sua presença; Que ela o encantava e que possuia uma rara beleza que o deixava estarrecido! Porém, a estima que tinha por aquela roseira era muito grande. Um carinho enorme. Então, com muita tristeza pediu a borboleta que parasse de vir visitar sua roseirinha, pois ela estava acabando com a beleza das rosas... E depois de dizer isso, o jardineiro saiu.
Como se realmente tivesse entendido, depois daquele dia, a borboleta nunca mais posou nas 'rosas prediletas'. Ela ainda visitou o jardim outras vezes, mas nunca com o mesmo encanto. Até que um dia ela simplesmente sumiu... E nunca mais voltou.
Enquanto isso, roseira, cada vez mais bem cuidada pelo jardineiro, floreceu muitas e muitas outras vezes. . .

- Beth Amorim -

24 dezembro 2009

24 DE DEZEMBRO DE 2009

A Árvore de Natal

O Natal é realmente uma época que me encanta... Não sou cristã, como muitos sabem. Porém, fui criada dentro dessa tradição e muitas marcas ainda permanecem, como essa estima pelo Natal.
Quando criança, ficava esperando ansiosa o dia em que Papai Noel viria deixar o presente (eu acreditava cegamente nisso!!!). O dia 25 de dezembro era um dos dias mais felizes do ano!!! Quando acordava, e lá estava o meu presente, a alegria me consumia...! E digo mais, foi um dia muito triste, o dia em que descobri que o bom velhinho era apenas uma lenda... (rs).
Outra coisa que adoro, é enfeitar a Árvore de Natal!!! Na infância, por ter sido uma época muito difícil, tive poucas oportunidades de fazer isso, pois minha família não tinha condições de comprar uma. Porém minha mãe, criativa como é, sempre dava um jeitinho de termos uma árvore, que fugia sempre do modelo tradicional... Hoje, é uma tarefa que faço questão de cumprir. Adoro enfeitar a casa nesse período.

Sendo assim, como já falei sobre o Papai Noel na postagem anterior, deixei para falar hoje, Véspera de Natal, sobre um dos símbolos mais representativos do Natal: A ÁRVORE! então, segue aí algumas infomações...

História e significado da árvore de Natal

Em vários países do mundo, as pessoas montam árvores de Natal para enfeitar casas e outros ambientes. Junto com as decorações natalinas, as árvores garantem um clima especial nesta importante época do ano.

De acordo com pesquisadores das tradições cristãs, a montagem de árvore de Natal teve início no ano de 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Numa determinada noite, enquanto andava pela floresta, Lutero ficou impressionado com os lindos pinheiros cobertos de neve. As estrelas do céu ajudaram a formar a imagem que Lutero reproduziu com galhos de árvore em sua residência. Além das estrelas, algodão e outros ornamentos, Lutero usou velas acesas para mostrar aos seus familiares a linda cena que havia visto na floresta.

Esta tradição chegou ao continente americano através de alguns alemães, que vieram residir na América durante o período colonial.

No Brasil, país em que o cristianismo prevalece, as árvores de Natal estão presentes em diversos lugares na época natalina, pois, além de decorar, simbolizam paz, alegria e esperança. As árvores de Natal também simbolizam a vida, pois em dezembro no hemisfério norte, ocorre o inverno e as árvores perdem as folhas. Uma árvore frondosa e cheia de enfeites simboliza a vida.

Dia de montar a árvore de Natal

De acordo com a tradição católica, a árvore de Natal deve ser montada a partir do dia 30 de novembro, que é o começo do período do advento. Sua montagem deve ser aos poucos, intensificando-se a partir de 17 de dezembro (momento em que a Bíblia começa a falar do nascimento de Jesus). Em 6 de janeiro (Dia de Reis), de acordo com esta tradição, é o dia de desmontar a árvore de Natal.

23 dezembro 2009

O Papai Noel : origem e tradição


Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia, no século IV. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.
Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.
A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.
Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura.
Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.


Segue então, imagens de PAPAI NOEL para todos os gostos e idades!!!!!!


FELIZ NATAL!!!!


Beth Amorim

21 dezembro 2009

Semana do Natal!


Inauguro a semana do NATAL, desejando a todos ótimas festas. Que a amizade, a saúde e a alegria sejam os convidados principais desses dias dias festivos!!!

Bt. Am.

18 dezembro 2009

UmA Tal De FeLiciDadE!!!

A Felicidade Chegou em Mim... Sinto um novo caminho despontando e um horizonte inteiro para desvendar!!!!!!

Feliz Demaiis!

Bt . Am.

Agora Eu Já Sei!

Duvidava não entendia
Quando alguém me falou
Suspirava, que agonia
Pra sentir esse amor

Tempo, mestre de todas horas e dias, passou sem ver
Te amar de verdade, sentir saudade
Mas só de você, só de você

Agora eu já sei
Quando falta a respiração
É a prova que um coração
Já não sabe mais
Viver sem você

Agora eu já sei
Que me falta sempre a razão
Traduzir melhor na emoção
Do que trago aqui, bem dentro de mim
Dentro de mim...

Duvidava, não entendia
Quando alguém me falou
Suspirava de agonia
Pra sentir esse amor

Tempo, mestre de todas horas e dias, passou sem ver
Te amar de verdade, sentir saudade
Mas só de você, só de você

E eu que duvidava e não sabia
Que esse verdadeiro amor chegou
Verdadeiro amor chegou...
Verdadeiro amor!

(Ivete Sangalo)

15 dezembro 2009

Mensalis

Todos os meses, sem falta, ela se aproxima. De súbito chega, se instala e inicia suas "obrigações"...
Impõe sentimentos, determina comportamentos, falas, pensamentos e ações. Nada do que ela traz em sua bagagem faz bem. Mesmo assim, como uma intrusa, ela se apodera de tudo, como se a casa fosse dela. Por dias, é preciso suportá-la, e da melhor forma, aprender a conviver com ela. Não é fácil. Sofre-se. Faz-se pessoas sofrer. Irrita-nos essa convivência forçada. Irrita os outros também...
Há poucos dias atrás, ela chegou por aqui... Quando eu menos esperava, aqui estava ela, dominando-me, conduzindo-me... Não gosto disso. Acredito que ninguém gosta. Acho também que fico muito malvada com ela perto de mim... (rs)



14 dezembro 2009

O desconhecido inimigo.

Ontem eu estava assistindo um filme sobre guerra, por sinal muito bom, chamado "Fomos Heróis". Esse é mais um daqueles inúmeros filmes que tentam achar algo posistivo na campanha norte-america na Guerra do Vietnã. Recheado de cenas fortes, onde a todo momento cérebros são estourados, pernas estraçalhadas, corpos incinerados, e por aí vai, vemos pesssoas que nunca se viram antes, tornando-se inimigos uns dos outros, em nome de seu país.
Americanos X Vietnamitas: Milhares de quilômetros separando esses dois povos. E no combate, vemos uma fúria tomando conta dos soldados, até que o inimigo torna-se a pessoa mais odiada do mundo e, por isso, é necessário que ele morra. Um inimigo até então desconhecido... É lógico que num combate, eu se mata, ou acaba-se morrendo. Um luta constante pela sobrevivência. E então, aquela pessoa que está ali diante daquele soldado, que nunca havia feito nada pra ele, agora tem a intenção de matá-lo... E, por uma questão de sobrevivência, o soldado vê-se na obrigação de fazer o mesmo, ou seja, matar seu inimigo... Duas pessoas. Dois destinos. Nunca se viram, e mesmo assim se odeiam. E acabam se matando...
E então, fiquei me indagando sobre a finalidade de uma guerra... Sobre as consequências dos conflitos armados. É algo absurdo. Tanto sangue, tanta gente morta, dilacerada, ou carregando traumas para o resto de suas vidas quando sobrevivem... Tudo em nome de um país. Um país que poderia muito bem evitar isso, se quisesse.
E as famílias que ficam em casa? Não sabem o que esperar... As esposas despedem-se de seus maridos, sem saber se voltarão a vê-los... Que vida! O filme retrata muito bem essa passagem. Jovens casais, são separados em nome da guerra. E as famílias, assim como as pernas e braços dos soldados, são dilaceradas... Filhos recém-nascidos ficam sem seus pais... Esposas choram e não se conformam com tão triste destino...
Conclui-se assim, que a guerra, não é nunca uma boa solução para nada.

Fomos Heróis

Título original: (We Were Soldiers)

Lançamento: 2002 (EUA)

Direção: Randall Wallace

Atores: Mel Gibson , Madeleine Stowe , Sam Elliott , Greg Kinnear , Chris Klein

Duração: 138 min

Gênero: Drama


Sinopse:

Em plena Guerra do Vietnã, o tenente-coronel Hal Moore (Mel Gibson) e mais 400 integrantes do exército norte-americano, todos da elite de combate, são cercados por 2000 soldados vietnamitas. A batalha que se segue a partir de então se torna uma das mais sangrentas da história militar norte-americana, fazendo com que posteriormente o lugar onde ela ocorreu seja conhecido como o Vale da Morte.


08 dezembro 2009

Valeu Urubuzada!!!








Qualquer semelhança, é mera coincidência!!!!

Entretanto, reparando bem, "todos" parecem filhos dos mesmos pais!!!!!!! rs...rs...


Sobre o Olhar

(...)

Aquele olhar, transmite sensações,
Que são controversas, desde dor,
Amor, saudade, desamor, que mais?
Sentimentos que se misturam e se desligam,

Para se unirem, num simples olhar,
Aquele olhar, que nos deixa atordoados,
Sem saber como agir ou reagir,
Se olhar, ou simplesmente sorrir.

05 dezembro 2009

Sonhos

"Sonhos perdidos

Que não saem do meu coração
Que vem
Mesmo que eu
Diga não..."


Os quereres...



"Meu bem querer
é segredo, é sagrado
está sacramentado
em meu coração
meu bem querer
tem um quê de pecado
acariciado pela emoção..."

[Meu Bem Querer - Djavan]



Desacelerando por um breve momento


Um
Passo à frente
Dois passos Atrás
Às vezes acho que é assim
nÃo caminha para nada
A certeza confunde-se com ilusão
Acreditar ou não? Eis a Questão!
Às vezes as atitudes confundem,
Magoam,
Causam sensações estranhas.
Isso me leva a retroceder...ou, no mínimo,
Desacelerar.
Outras vezes, o galope acelera... Por uma palavra apenas
Mas sei que tenho que segurar as rédeas...
O medo de cair do cavalo ainda me pertuba...

Bt. Am.

04 dezembro 2009

Apenas uma música bonita...



Composição: Cassiane Silva / Richardson Maia

Sabe, já faz tempo
Que eu queria te falar
Das coisas que trago no peito

Saudade, já não sei se é
A palavra certa para usar
Ainda lembro do seu jeito

Não te trago ouro
Porque ele não entra no céu
E nenhuma riqueza deste mundo

Não te trago flores
Porque elas secam e caem ao chão
Te trago os meus versos simples
Mas que fiz de coração


03 dezembro 2009

Mudança Que Vem do Exemplo

Sempre gostei de fazer mudanças em minha vida. A rotina me entendia. Na minha casa, sempre estou mudando uma coisa aqui, outra acolá... Me faz bem.
Enquanto pessoa, sou alguém em constante transformação. Algumas pessoas chamam isso de 'instabilidade'... Eu assumo: sou instável na maioria das vezes. Entretanto, percebo que algumas (ou várias) coisas permanecem... Meu jeito tranquilo, por exemplo... Uma característica imutável...
Já ouvi falar que a mudança é a lei da vida, e que a cada dia que passa, já não somos mais os mesmos de ontem... Comigo funciona muito bem essa lei...
Também gosto de perceber as mudanças alheias. Para mim, é gratificante saber que participei da mudança (para melhor) de um certo alguém, mesmo agindo por trás das cortinas... Vejo essa mudança em algumas pessoas que comigo conviveram (ou convivem), e percebo que tive uma parcela sobre essa mudança... Talvez, uma pequena porcentagem, mas que fez a diferença... Fico Feliz!
O que podemos oferecer aos outros talvez não seja muito... Porém, talvez esse pouco, seja muito valioso. O exemplo que damos, às vezes, é o suficiente. Sou mãe. Sei que erro pra caramba nesse negócio de dar exemplo às minhas filhas. Mas, estou sempre tentando fazer o que considero positivo. Quase sempre consigo... Minha mãe, é o exemplo que uso como 'base' nesse processo. Melhor exemplo, para mim, não há...
Sou professora. Formo opiniões. Educo. E nessa parte, até acho que me saio bem. Não tenho como objetivo apenas 'repassar conteúdos', e sim educar pessoas, formar cidadãos conscientes, responsáveis e comprometidos, antes de tudo, com si mesmos, pois só assim, serão comprometidos com o mundo em que vivem... É, no entanto, uma tarefa dificílima...

Mesmo assim, errando ou acertando, vou tentando fazer o meu melhor... E de tentar, sei que não vou desistir jamais...

Bt. Am.

02 dezembro 2009

Meu Cabelo


O cabelo é um ‘capítulo’ muito especial no dia-a-dia de uma mulher, pois além de ser a moldura do rosto, o cabelo para muitas, é a base da auto-estima! Se o cabelo não está bem, por vezes o dia corre mal. Ou se o cabelo não está como gostaríamos que estivesse, passamos o dia todo preocupada com ele. Quando temos um compromisso importante como uma reunião, uma viagem ou um encontro, então o problema ‘triplica’ de tamanho.
Ultimamente, uma das minhas grandes preocupações, refere-se a essa ''extensão" do corpo chamada cabelo!!! Futilidades à parte, pois não sou patricinha e detesto quem é, meu cabelo tem me dado um trabalho enorme!
Por que será que quase nenhuma mulher é satisfeita com o cabelo que tem?? Sempre achamos defeitos neles! O meu, por exemplo, nem é cacheado, nem é liso. Classifica-se como 'ondulado'! Embora, eu prefira ele bem lisinho, ou seja, chapinhas e secadores, eu não largo nunca! Nem é oleoso, nem normal, é misto, isto é, raízes oleosas e pontas ressecadas! É muito fino e frágil, o que o deixa quebradiço, e aí está o grande problema. Ele demora para crescer, pois estou sempre cortanto as 'famosas pontas duplas'. É horrível um cabelo cheio dessas coisinhas. Além de tudo isso, ele é pouco (condição determinada pela genética). E para finalizar, cai pra caramba!!!
Lembro que por essa mesma época, no ano passado, minha grande preocupação era a minha pele. Ela teimava em achar que era adolescente, e vivia cheia de espinhas! Cuidei e hoje ela está beeeeem melhor! Agora, todas as atenções para o cabelo... Quase morri pq tive que cortar uns 5 cm deles mês passado, devido ao estrago que estava nas pontas... Sempre assim.... Ele cresce, as pontas ressecam, e eu tenho que cortar o que cresceu!
Mas, já decidi uma coisa. Não vou mais pintá-los. Afinal, essas químicas só fazem estragá-lo mais ainda. No entanto, sei que essa fase de não pintar não vai demorar muito... Os famigerados cabelos brancos já deram sinal de vida!!!! kkkkkk... Só me faltava essa!! Eles ainda são discretos, mas... com o tempo, sei que aumentarão... E daí, novamente, irei apelar para as tinturas...

Mesmo com todos os problemas, vou tentando mantê-lo como posso. A vontade não condiz muito com a realidade (...rs), já que a minha vontade era ter um cabelão que tivesse um comprimento passando da metade das minhas costas, liso natural, sem pontas duplas e com um pouco mais de fios do que os que eu já possuo! Para não dizer que detesto meu cabelo por completo, ficaria com a minha cor natural.... rsrsrs... (ps.: o cabelo desejado seria, mais ou menos, igual a esse da foto ao lado ...)

Bt. Am.


29 novembro 2009

Mais algumas coisas...

...  Para guardar na caixinha!




"Se é pra rir, eu dou risada...
Se é pra chorar, logo vem o dilúvio de lágrimas,
Mas, se é pra guardar, pego logo a caixinha, e deixo lá,
Até......!"




Beth Amorim


28 novembro 2009

As pessoas que passam em nossas vidas.

Há quem passe e deixe só cicatrizes,
Há quem passe semeando flores.
Há quem passe banhando-nos em lágrimas,
Há quem passe disposto a secá-las.
Há quem passe torcendo por nossa vitória,
Há quem passe aplaudindo nossos fracassos.
Há quem passe ajudando-nos a levantar,
Há quem passe fazendo-nos cair.
Há quem passe como sombra,
Há quem passe como luz.
Há quem passe como pedra no caminho,
Há quem passe como pedra de construção.
Há quem para todo todo deslize veja uma falha
irreparável,
Há quem nos ofereça o perdão.
Há quem ignore nossos erros,
Há quem nos ajude a corrigir.
Há quem passe rápido, veloz, despercebido,
Há quem deixe marcas profundas.
Há quem simplesmente passe,
Há quem fique para sempre no coração.
Há quem passe pela vida,
Mas, há quem não deixe a vida passar
Sem um gesto de carinho,
Sem o AMOR ofertar!

[HÁ QUEM PASSE PELA VIDA... Regina Célia Suppi]


27 novembro 2009

A morte lenta

Morre lentamente quem não troca de idéias, não troca de discurso, evita as próprias contradições.

Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto e as mesmas compras no supermercado. Quem não troca de marca, não arrisca vestir uma cor nova, não dá papo para quem não conhece.

Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru e seu parceiro diário. Muitos não podem comprar um livro ou uma entrada de cinema, mas muitos podem, e ainda assim alienam-se diante de um tubo de imagens que traz informação e entretenimento, mas que não deveria, mesmo com apenas 14 polegadas, ocupar tanto espaço em uma vida.

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto no branco e os pingos nos is a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo.

Morre lentamente quem destrói seu amor-próprio. Pode ser depressão, que é doença séria e requer ajuda profissional. Então fenece a cada dia quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem não trabalha e quem não estuda, e na maioria das vezes isso não é opção e, sim, destino: então um governo omisso pode matar lentamente uma boa parcela da população.

Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe. Morre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata e traiçoeira, pois quando ela se aproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer o pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.


Sobre a autora:
Martha Medeiros nasceu em Porto Alegre em 1961. Formada em Publicidade. Escreveu livros de poesias e de crônicas, seu mais recente lançamento é o livro de ficção: Divã. Martha é cronista do jornal Zero Hora.

Atire a primeira Flor

Quando tudo parecer caminhar errado, seja você a tentar o primeiro passo certo; Se tudo parecer escuro, se nada puder ser visto, acenda você a primeira luz...
Traga para a treva, você primeiro, a pequena lâmpada;
Quando todos estiverem chorando, tente você o primeiro sorriso;
talvez não na forma de lábios sorridentes, mas na de um coração que
compreenda, de braços que confortem;

(
Glácia Daibert)

26 novembro 2009

Quero Férias!!!!!


Por enquanto... Só em sonho mesmo!!!!!

Porque, no momento,tô igual a esse doidinho aí embaixo (rs) :

Desgosto & Frustração

Frustração, do verbo "Frustrar" [Do lat. frustrare.] , que siginifica
Enquanto Verbo transitivo direto, o ato de:
1.
Enganar a expectativa de; iludir; defraudar.
2.
Baldar; inutilizar.

Enquanto Verbo pronominal,

3.Não ter o resultado que se esperava; não sair como se pretendia; malograr-se, falhar:

****************************

Desgosto,

Substantivo masculino.

1.
Ausência de gosto ou prazer; desprazer.
2.
Pesar, mágoa, tristeza, descontentamento


****************************
Duas coisas horríveis de se sentir... Principalmente quando elas vem no mesmo momento...
Bt. Am.

24 novembro 2009

O Mundo

O mundo é pequeno pra caramba
Tem alemão, italiano, italiana
O mundo, filé à milaneza
tem coreano, japones, japonesa

O mundo é uma salada russa
tem nego da Pérsia, tem nego da Prússia
O mundo é uma esfiha de carne
tem nego do Zâmbia, tem nego do Zaire

O mundo é azul lá de cima
O mundo é vermelho na China
O mundo tá muito gripado
Açucar é doce, o sal é salgado

O mundo - caquinho de vidro -
tá cego do olho, tá surdo do ouvido
O mundo tá muito doente
O homem que mata, o homem que mente

Por que você me trata mal
se eu te trato bem?
Por que você me faz o mal
se eu só te faço bem?

Composição: André Abujanra

23 novembro 2009

Um Grito em Silêncio

Às vezes grito
preciso estancar meu silêncio
exorcizar meus demonios
e calar meus infortúnios

Às vezes choro
preciso lavar minhas insanidades
destruir muros de dor
e soltar as amarras do sofrer


(...)
"Meu Grito"
Autora: Neguinha Mucelli


Verdade ou mentira? A origem das histórias do imaginário cigano

Ciganas lêem a sorte

Amparados pelo mistério que os rodeava, os ciganos perceberam que poderiam utilizar a curiosidade dos povoados sobre o futuro como um modo de fazer negócio e ganhar dinheiro. A crença virou parte da cultura cigana. Hoje, as ciganas lêem até mesmo a sorte de outras mulheres do grupo, mas, nesse caso, sem dinheiro envolvido.

Ciganos roubam crianças

Essa crença pode ter vindo do hábito dos ciganos de circo de incorporar à trupe crianças órfãs ou abandonadas que se encantavam pelo seu estilo de vida. Mas o mais provável é que o medo daquele povo desconhecido o tenha transformado em uma espécie de bicho-papão para os europeus.

Ciganos são negociantes

É possível que sua vida errante tenha favorecido atividades relacionadas ao comércio. Além de terem acesso a objetos “maravilhosos” dos lugares por que passavam, conseguiam carregar a sua forma de sustento numa mala sempre que precisavam levantar acampamento.

Ciganos são trapaceiros

Na Idade Média, aquelas pessoas exóticas e desconhecidos eram vistas como bruxas (muitas foram queimadas durante a Inquisição). A vida à margem da sociedade muitas vezes os empurrava à criminalidade. As outras formas que encontravam para ganhar dinheiro – comércio e leitura de mãos – colocavam à prova sua honestidade. Essa confluência de fatores pode ter criado a imagem do cigano trapaceiro.

Ciganos falsificam ouro

Tradicionalmente, muitos grupos ciganos dominam o trabalho com metais. Algumas etnias carregam isso até no nome, como os kalderash (“caldeireiros”, em romani). No Brasil, os ciganos participaram da exploração de minas de ouro no século 18. Junte-se tudo isso à fama de trapaceiros e fica fácil entender a crença de que eles falsificam metais.

Ciganos honram a palavra

Como são um povo sem escrita, as leis ciganas são regidas com base na palavra dada. O não-cumprimento de uma regra ou de um acordo representa uma grande ofensa à sociedade cigana, e quem o faz é desmoralizado perante o grupo.

Para saber mais

Anticiganismo – Os Ciganos na Europa e no Brasil

Frans Moonen, Centro de Cultura Cigana, 2008.dhnet.org.br/direitos/sos/ciganos/index.html

História do Povo Cigano

por Luciano Marsiglia [ Super/256/Setembro - 2008]
Angus Fraser, Teorema (Portugal), 1997.

22 novembro 2009

Rir sempre é o melhor remédio!


E-Mail Errado*

Quando o homem chegou e foi para seu quarto no hotel, viu que havia
um computador com acesso à internet, então decidiu enviar um e-mail
à sua mulher, mas errou uma letra, sem se dar conta, e o enviou a outro
endereço (outra pessoa)...

O e-mail foi recebido por uma viúva que acabara de chegar do enterro
do seu marido e que, ao conferir seus e-mails, desmaiou instantaneamente.

O filho, ao entrar em casa, encontrou sua mãe desmaiada, perto do
computador, em que na tela se poderia ler:
Querida esposa: Cheguei bem. Provavelmente se surpreenda em receber
noticias minha por e-mail, mas agora tem computador aqui e podem-se
enviar mensagens às pessoas queridas. Acabo de chegar e já me certifiquei
que já está tudo preparado para quando você chegar na sexta que vem.
Tenho muita vontade de te ver e espero que sua viagem seja tão tranqüila
como está sendo a minha.

PS: Não traga muita roupa, porque aqui faz um calor infernal...

Iguais, mas diferentes - Quem são os 3 principais grupos ciganos

Rom ou Roma

Predominantes nos países balcânicos, principalmente na Romênia, falam romani, a mais conhecida das línguas ciganas, e são o grupo mais estudado pelos pesquisadores. São divididos em subgrupos: kalderash, matchuaia, curcira, entre outros. Consideram-se os “ciganos autênticos”.

Sinti

Também chamados de manouch, são mais numerosos na Itália, no sul da França e na Alemanha. Falam a lingua sintó, para alguns pesquisadores, uma variação do romani. Não há estudos que apontem a presença significativa desse grupo no Brasil.

Calon ou Kalé

Conhecidos por “ciganos ibéricos”, já que viviam na Espanha e em Portugal antes de se espalhar pelo resto da Europa e da América do Sul. São os criadores do flamenco e responsáveis pela popularização da figura da dançarina cigana. Falam a língua caló e são o grupo mais numeroso do Brasil.


por Luciano Marsiglia [ Super/256/Setembro - 2008]

21 novembro 2009

Os ciganos hoje.


Imagina-se que existam 15 milhões de ciganos espalhados pelo mundo. Como tudo relacionado a esse universo, essa é só uma estimativa – eles vivem à margem da sociedade e não costumam participar de pesquisas de censo demográfico.
 
E isso, por si só, já é uma polêmica. Em maio deste ano, o premiê italiano, Silvio Berlusconi, autorizou que fosse feito um censo especial para mapear a presença de ciganos sem moradia fixa na periferia das grandes cidades italianas. O censo incluiria dados como etnia, religião e impressão digital – que não são exigidos na identidade dos italianos. Os ciganos saíram às ruas em protesto, argumentando que essa seria uma ferramenta racista e discriminatória.

A medida foi considerada ilegal pelo Parlamento Europeu, já que impõe exigências desiguais a cidadãos do bloco. Mas os ciganos continuam com medo de ser expulsos do país, ainda que um terço dessa população não seja nem mesmo imigrante.

O receio é justificável: desde o século 15 os ciganos não têm um momento de folga. Até o século 19, eles foram escravizados na região onde hoje é a Romênia. Durante a 2a Guerra Mundial, foram perseguidos pelos nazistas, sendo, de acordo com alguns historiadores, o povo mais dizimado pelo Holocausto: do 1 milhão de ciganos que vivia na Europa, 500 mil foram assassinados. Muitos dos sobreviventes emigraram para os EUA, daí a lei que impedia sua entrada no estado de Nova Jersey, que só foi abolida nos anos 90.

“Na Europa, em praticamente todos os países, os ciganos são a minoria mais discriminada, muito mais do que os judeus ou os negros”, diz Moonen. E no Brasil não é muito diferente. O primeiro grupo de ciganos, de maioria calon, chegou por aqui no século 16, deportados de Portugal. Os rom vieram de forma voluntária a partir da 2a metade do século 19. Naquela época, eram comerciantes ambulantes de escravos, cavalos e artesanatos. Hoje compram e vendem carros, televisores e toalhas. Os mais recentes, às vezes bem pobres, vieram do Leste Europeu após a derrocada da União Soviética. Alguns são sedentários, mas a maioria se mantém na vida itinerante. Todos sofrem com desconfianças e preconceitos.

A cidade de Sousa, no interior da Paraíba, é um caso clássico. Os cerca de 450 ciganos fixados há anos por lá não recebiam entregas de correio nem tinham o lixo coletado em seu acampamento. Curiosamente, muitas escolas recusavam a matrícula de crianças ciganas. O caso ficou bem conhecido na região: foi necessária a intervenção da Procuradoria da República da Paraíba para resolver a questão.

Tanto no Brasil quanto na Europa, o analfabetismo entre os ciganos é alto. Por aqui, segundo a historiadora Isabel Fonseca, 3 em cada 4 mulheres ciganas são analfabetas. Por lá, escolas que só aceitam ciganos têm os piores níveis de qualidade. A falta de estudo e a vida à margem os empurram cada vez mais para a criminalidade, o que alimenta as visões deturpadas e generalizadas que sobrevivem desde os primeiros contatos entre ciganos e europeus. Enquanto não forem compreendidos, eles se mudarão e começarão tudo de novo. Seguirão vivendo sua saga cigana.

“Parece que os ciganos vieram ao mundo somente para ser ladrões: nascem de pais ladrões, criam-se com ladrões, estudam para ser ladrões (...).”

– La Gitanilla, Miguel de Cervantes, 1613.

por Luciano Marsiglia [ Super/256/Setembro - 2008]

20 novembro 2009

O que é ser cigano?


Definir a identidade cigana é bem mais difícil do que parece. Subdivididos em 3 principais etnias (rom, calon e sinti), eles não constituem um povo homogêneo. Nem todos são nômades. Nem todos falam romani. Nem todos dançam ao redor de fogueiras ou usam roupas coloridas. Podem ser pobres ou ricos. Podem ser cristãos, muçulmanos, judeus. O que faz deles um povo é uma sensação comum de não serem gadgés – como eles chamam os não-ciganos – e de se identificarem como rom, calon ou sinti. “O termo ‘cigano’ só funciona nessa oposição”, diz o pesquisador Frans Moonen, autor do livro Anticiganismo – Os Ciganos na Europa e no Brasil.
Mas, apesar de todas as divergências, algumas características permitem traçar um perfil comum a esses grupos. A primeira delas é o espírito viajante. Ainda que nem todos sejam nômades, os ciganos não se sentem pertencentes a um único lugar. Não criam raízes, não têm uma noção concreta de propriedade – estão sempre fazendo negócios com seus pertences, preferencialmente em ouro, que não perde valor e é aceito em qualquer nação (por isso a imagem cigana é vinculada ao uso do ouro como adereço, especialmente nos dentes das mulheres). Eles não gostam de se submeter a leis e a regras que não sejam as deles. Prezam, acima de tudo, a liberdade. Assim, podem até se estabelecer por muito tempo em um mesmo lugar (como é comum entre os sinti). Mas, nesse caso, procuram morar em uma mesma rua ou, de preferência, em acampamentos onde possam preservar sua autonomia e manter a unidade familiar – outro aspecto primordial na vida cigana.
É em torno da família que uma comunidade cigana se organiza. Há um líder, sempre um homem, nomeado por mérito e não por herança. Ele é escolhido levando em conta vários aspectos. Um deles, importantíssimo para conseguir alugar um terreno, montar um circo ou participar de feiras, é ter um documento de identidade, o que se tornou um verdadeiro desafio – o cigano não consegue registrar o nascimento dos filhos porque não possui documentos próprios, em um processo sem fim. Também deve ser um bom interlocutor entre o poder público e seu grupo, além de ter habilidade para resolver os problemas internos do acampamento. É ele quem dita as regras, divide as tarefas, cria as leis do grupo.
A sociedade cigana é patriarcal, quase machista. Ao se casar, o homem vira o responsável pelo sustento do lar. A mulher passa a morar com a família do marido e deve cuidar dele, dos sogros, da casa e dos filhos. Isso costuma acontecer cedo, ainda na adolescência: logo após a primeira menstruação, a menina já é considerada apta para casar e ter filhos. A noiva deve ser virgem. Tradicionalmente, sua pureza é comprovada em um dos rituais da longa festa de casamento, em que o lençol da noite de núpcias é exibido para toda a comunidade. Antigamente, os pais do noivo deviam pagar um dote à família da moça, mas esse hábito já não existe mais na maior parte dos acampamentos.
O casamento entre primos, no entanto, continua sendo estimulado, também na tentativa de preservar o núcleo familiar. É natural que em comunidades nômades seja mais difícil acontecer um casamento entre ciganos e gadgés. Mas é possível e permitido. Nesse caso, o homem ou a mulher deve mudar de vida. Ser cigano não depende do sangue – se o gadgé optar por se integrar ao grupo, automaticamente vira um deles.
À medida que se estabeleceram na Europa e nas Américas, os ciganos assimilaram cerimônias e ritos ocidentais. No Brasil, por exemplo, o catolicismo foi adotado pela maioria (é comum encontrar imagens da Nossa Senhora Aparecida nas barracas). Mas algumas tradições permanecem fortes. A simbologia da morte é a principal delas. “Quando um cigano morre, há um processo de morte que se instala em todos os indivíduos do grupo”, afirma Aluízio. Os calon realizam rituais de cura assim que é diagnosticada a doença. Além de aceitar a medicina tradicional, eles recorrem a rezas, correntes de orações, garrafadas de ervas, chás e simpatias, geralmente ministradas por uma curandeira do grupo.
Durante o velório, o morto é o centro do ritual e, dependendo da posição que ele ocupava, a família se reestrutura: uma nova liderança terá que ser eleita. O corpo do falecido é lavado, untado com ervas aromáticas e vestido adequadamente. Esse momento de sofrimento e cumplicidade é importante para a identidade do grupo. Como em outras culturas, percebe-se a possibilidade de transcendência. No caso dos ciganos, esse é o momento de encontrar a sua alma naturalmente viajante.
Em alguns acampamentos, eliminam-se todos os pertences do morto. Até o seu trailer chega a ser queimado. “É como um corte na história. Nada é guardado, não se resgata o passado”, diz Florencia Ferrari, estudiosa do assunto e autora do livro Palavra Cigana. Depois da morte de um membro, muitos grupos ciganos se mudam para outro acampamento.
por Luciano Marsiglia [ Super/256/Setembro - 2008]

Nossa Receita!!!



19 novembro 2009

Sobre o Estresse

Nesses últimos dias encontro-me bastante cansada... É um desânimo, uma irritação constante...
Os sinais não mentem: Estou com Estresse.
Ainda falta um mês para as férias, e nesse último mês, acredito que isso vai piorar... Infelizmente, estou sem tempo para nada... As poucas horas de lazer, não são bem aproveitadas, ou simplesmente não existem. Me preocupo excessivamente com meus problemas e com os problemas das pessoas que estão próximas a mim... É muito desgaste...

Viajando por essa net a dentro, descobri quais são os principais sintomas de um "bom" estresse! E, mais! Descobri que estou com a maioria deles...

Vejam só:

O Estresse pode tomar diferentes formas e contribuir para sintomas de doenças. Os sintomas mais comuns incluem dor de cabeça, desordens do sono, dificuldade de concentração, temperamento explosivo, estômago perturbado, insatisfação no trabalho, moral baixo, depressão e ansiedade. {Obs.: Esses em negrito são os que sinto diariamente! Dá para acreditar???}
E aí, diante dos sintomas, o que podemos fazer, é combater essa "praguinha" do estresse, que termina afetando toda sua vida... Como?? Aí vão algumas dicas, que eu também irei adotar, na medida do possível...

Não permita que o estresse o deixe doente. Escute o seu corpo, de modo que perceba quando o estresse estiver afetando sua saúde. Aqui estão algumas formas de ajudá-lo a lidar com o estresse:

  • Relaxe. Cada pessoa tem a sua própria maneira de relaxar. Algumas incluem respiração profunda, yoga, meditação e terapia de massagem. Se você não conseguir fazer essas coisas, tire alguns minutos para sentar, escutar uma música calma ou ler um livro.

  • Reserve tempo para si mesmo. É importante cuidar de si mesmo. Pense nisso como uma ordem médica, de modo que não se sentirá culpado! Não importa o quanto seja ocupado, você pode reservar pelo menos 15 minutos diários na sua agenda para fazer algo para si mesmo, como tomar um banho quente numa banheira de espuma, caminhar ou conversar com um amigo.

  • Durma. Dormir é uma ótima forma de ajudar tanto o seu corpo quanto a sua mente. Além disso, você não pode combater doenças tão bem quando não dorme direito. Com sono suficiente você pode encarar melhor seus problemas e diminuir o risco de doenças. Tente dormir de 7 a 9 horas cada noite.

  • Alimente-se corretamente. Tente abastecer-se com frutas, vegetais e proteínas. Boas fontes de proteína podem ser manteiga de amendoim, frango e salada de atum. Coma grãos integrais. Não seja iludido pelo ânimo que obtém da cafeína e do açúcar.

  • Mova-se. Acredite ou não, praticar atividade física não somente contribui para relaxar a musculatura tensa, mas também ajuda o seu humor! Seu corpo fabrica certos elementos químicos, chamados endorfinas, antes e depois do exercício físico. Eles aliviam o estresse em melhoram o humor.

  • Converse com os amigos. Amigos são bons ouvintes. Encontrar alguém que o deixará falar livremente sobre seus problemas e sentimentos faz muito bem. Isso também o ajuda a escutar outros pontos de vista. Amigos o lembrarão que não está sozinho.

  • Tenha ajuda profissional se precisar. Converse com um terapeuta, que pode ajudá-lo a lidar com o estresse e encontrar melhores maneiras de encarar os problemas. A terapia pode ajudar em desordens mais sérias relacionadas ao estresse, como a desordem do estresse pós-traumático. Há também medicamentos que podem ajudar a dormir e aliviar os sintomas da depressão e ansiedade.

  • Escreva seus pensamentos. Você já escreveu um e-mail para um amigo sobre seu dia conturbado e sentiu-se melhor depois disso? Por que não pegar papel e caneta e escrever o que está passando em sua vida? Manter um diário pode ser uma ótima forma de tirar os problemas das suas costas e ajudar pensar em como resolver as coisas. Depois você pode ler anotações antigas e ver como progrediu!

  • Ajude os outros. Ajudar alguém também pode ajudá-lo. Ajude seu vizinho ou seja voluntário em sua comunidade.

  • Tenha um hobby. Encontre algo que goste de fazer. Certifique-se de encontrar tempo para explorar seus interesses.

  • Estabeleça limites. Quando tratar de coisas como trabalho ou família, descubra o que você pode realmente fazer. Há apenas 24 horas no dia. Estabeleça limites para si mesmo e para os outros. Não tenha medo de dizer NÃO para pedidos por seu tempo e energia.

  • Planeje seu tempo. Pense antecipadamente como gastará seu tempo. Escreva uma lista de coisas a fazer. Descubra o que é mais importante para fazer.

  • Não lide com o estresse de formas que prejudiquem sua saúde. Isso inclui beber muito álcool, usar drogas, fumar ou empanturrar-se de comida. [http://www.copacabanarunners.net/estresse.html]

Beth Amorim

Não Seja Egoísta! Compartilhe!